Escritor Polibio Alves participa de Congresso Literário no Sertão

O Escritor Políbio Alves estará participando como convidado do 4º CLISERTÃO-CONGRESSO INTERNACIONAL DO LIVRO, DA LEITURA E DA LITERATURA NO SERTÃO, que ocorrerá entre os dias 07 e 11 de maio na cidade de Petrolina, Estado de Pernambuco, cidade localizada às margens do lendário rio São Francisco. Organizado pela Universidade de Pernambuco (UPE), o encontro promove debates, minicursos, recitais, sarais e outros momentos de troca de experiências literárias.

Na oportunidade, o escritor Políbio Alves ministrará uma palestra para estudantes tendo como título “O autor e a luta interna e externa com as palavras”, com mediação do Prof. Dr. PETERSON MARTINS (UPE Petrolina). A participação do escritor no Clisertão ainda contará com o lançamento de dois livros de sua autoria: “Os ratos amestrados fazem acrobacias ao amanhecer’ (contos) e “A leste dos homens”, obra que foi traduzida em espanhol e publicada em Cuba no ano de 2016. No mesmo evento haverá a apresentação do documentário “Eis aí, o poeta!” do multimídia Hélio Costa.

O Clisertão de 2018 terá três espaços de vivência das atividades. Um é o Ciência e Cultura, na UPE Petrolina, onde serão apresentadas as mesas, palestras, conferências, minicursos, saraus, recitais, teatro etc. (durante a tarde e noite). O segundo é o Ecoleituras (passeios a espaços ambientais/culturais da região, a exemplo das vinícolas, ilhas e sítios arqueológicos, geralmente pela manhã). O terceiro é o Troca de Saberes(manhã, tarde e noite), em escolas, praças, barquinhas etc., no qual, como o próprio nome indica, os sujeitos envolvidos trocam experiências/saberes de vida.

Nessa edição do evento serão homenageados do Clisertão 2018 o poeta Patativa do Assaré (que receberá o título de Doutor Honoris Causa da UPE), Yeda Barros, professora fundadora do Curso de Letras da UPE Campus Petrolina (há 50 anos), e a poeta Zita Alves.

Sobre o autor

O poeta e ficcionista Políbio Alves dos Santos nasceu na cidade de João Pessoa, em 1941, e é formado em Ciências Administrativas. Em 1974, recebeu o título de cidadania outorgado pela Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, cidade onde viveu por mais de 15 anos e onde, nas décadas de 1960 e 1970, participou do suplemento literário do jornal Tribuna da Imprensa. Ele é detentor dos seguintes prêmios: Personalidade Cultural Internacional, conferido em 1999 pela União Brasileira de Escritores (UBE – RJ), e o Autore Del Ano (Autor do Ano), cedido, naquele mesmo ano, pela International Board of Examiner; em 2000, o Comissione di Lettura Internazionale, da Edizione Universum, da cidade de Trento, na Itália; a Medalha Poeta Augusto dos Anjos, pela Assembleia Legislativa da Paraíba, em 2001, quando também foi verbete da Enciclopédia de Literatura Brasileira; e, no ano seguinte, o Festival do Concurso Nuevos Escritores Latino-americanos, na Argentina, e a Comenda Cidade de João Pessoa, da Câmara Municipal. A Leste dos Homens é o nono livro lançado pelo autor, que já havia lançado os seguintes títulos, entre os quais três em espanhol, um em francês e outro em inglês: O Que Resta dos Mortos (contos); Varadouro (poesia); Exercício Lúdico: invenções & armadilhas, Passagem Branca e Objetos Indomáveis, todos de poesia, e, ainda, Os Ratos Amestrados fazem acrobacias ao amanhecer (contos), La Habana Vieja: olhos de ver e A leste dos Homens, publicado no ano passado.

Site Footer

Sliding Sidebar