Assembleia Legislativa discute potencialidades do Rio Paraíba e valorização da biodiversidade no Estado

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) realizou, nesta quarta-feira (22), sessão especial para debater o potencial, os problemas e as soluções para o Rio Paraíba, uma das mais importantes bacias hidrográficas do estado, abrangendo, inclusive, as cidades de João Pessoa e Campina Grande.

A propositura, de autoria do deputado Chió (Rede), se baseou na série “Paraíba, o Rio”, veiculada pela TV Correio e produzida pela Fundação Solidariedade, que mostra a problemática do tema, como a poluição da bacia, a redução do ecossistema e o consequente impacto econômico para a população local.

Para o parlamentar, a ocasião é representativa pela comemoração do Dia Mundial da Biodiversidade, celebrado em 22 de maio pela Organização das Nações Unidas (ONU). “A biodiversidade tem sido muitas vezes negligenciada pelos governos e pela população e é preciso que a gente reflita sobre esse debate e sobre o nosso futuro. Esse ano o tema da data é a alimentação e saúde, que é base dessa biodiversidade. A gente precisa estudar, entender e preservar para conseguir fármacos que possam, por exemplo, combater doenças como o câncer, AIDS e outras enfermidades que afligem a humanidade”, ressaltou Chió.

A deputada Pollyanna Dutra (PSB) destacou a relevância do debate para o futuro do planeta. “O meio ambiente é uma pauta global, não só da Assembleia, que está dando importância a esse momento nesse evento, mas é do mundo, planetária. Essa é uma pauta para gente tornar o mundo mais sustentável e com mais possibilidade de convivência harmônica entre o clima, o planeta, as pessoas, a fauna, a flora. Isso tem uma relevância muito grande e que mexe muito com a vida da gente e com as gerações futuras”, declarou.

De acordo com o diretor-presidente do Sistema Correio de Comunicação, Roberto Cavalcanti, a conservação do meio ambiente deve ser pauta prioritária para a humanidade. “O tema é mundial. Na verdade, quando está em jogo a preservação do nosso planeta, o mundo está de mãos dadas e atento aos problemas que estão acontecendo. O Sistema Correio foi muito feliz em fazer uma séria de matérias sobre o Rio Paraíba. Esse projeto nosso se estenderá para todos os pontos, nos quais o meio ambiente se fizer necessário ser cuidado”, disse.

A presidente da Fundação Solidariedade, Beatriz Ribeiro, ressaltou que a série faz parte dos objetivos de desenvolvimento sustentável adotados pela instituição até 2030. “Nós criamos essa série do Rio Paraíba, mostrando o que acontece ao longo do rio, de que forma a gente pode ajudar aquela população ribeirinha, a questão do ecossistema e na parte econômica também, ou seja, de que forma a Paraíba precisa do rio. O rio é o nosso legado, a nossa história e a Assembleia vem abraçar esse projeto que, realmente, vem engrandecer a todos os paraibanos”, explicou.

Já a editora geral de Jornalismo da TV Correio, Edileide Vilaça, comentou que a série pode contribuir para encaminhar aos deputados as principais demandas do Rio Paraíba. “A sessão é um sentimento de que o papel foi cumprido. A comunicação, quando ela exerce um papel social, não tem como não ser reconhecida pela sociedade. É importante também por chamar atenção do Parlamento para os problemas e questões do nosso estuário, que é o maior patrimônio ambiental que nós temos. Então, isso nos gratifica muito, pelo resultado de um trabalho chegar a um espaço como esse, onde é para discutir as soluções”, concluiu.

Voto de Aplauso

No dia 2 de abril, o presidente da ALPB, Adriano Galdino (PSB), apresentou, através do Requerimento 1.000/2019, um Voto de Aplauso ao Sistema Correio de Comunicação e à Fundação Solidariedade pela produção da série.

“Muito além de uma reportagem, ‘o projeto transmídia’, se propõe a chamar atenção para a importância do Rio Paraíba para a Economia criativa e para a cultura do nosso estado e ainda acompanhar até o ano de 2030 os resultados, os avanços e as conquistas para o meio ambiente, as populações ribeirinhas e todo ecossistema no entorno do estuário. É louvável a iniciativa em tocar nesse tema e chamar a uma reflexão sobre o passado, o presente e o futuro do Rio Paraíba”, diz trecho da justificativa do requerimento.

Também participaram da sessão especial os deputados Cabo Gilberto Silva e Wilson Filho; a vereadora de João Pessoa, Helena Holanda; o prefeito de Cabaceiras, Tiago Castro; o secretário do Meio Ambiente, Pesca e Agricultura de Cabedelo, Walber Farias; o analista ambiental do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis (Ibama), Orlando Assumpção; o analista ambiental do Instituto Chico Mendes da Biodiversidade (ICMBio), Fabiano Gumier; e o presidente da Colônia dos Pescadores de Cabedelo, Edivaldo Santana.

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

Site Footer

Sliding Sidebar