Emendas Impositivas voltam a ser tema de pronunciamentos na Câmara da Capital

Os vereadores Leo Bezerra (PSB), Humberto Pontes (Avante) e Bruno Farias (PPS) abordaram, em seus pronunciamentos, a execução das emendas impositivas na Capital, durante a sessão ordinária desta terça-feira (3), da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP).

Para Leo Bezerra, o prefeito deveria escutar os vereadores de oposição. Segundo o parlamentar, não há diálogo com a bancada oposicionista quando se trata das emendas impositivas, tema de audiência pública que o vereador vai realizar nesta quarta-feira (3). “Amanhã tenho uma audiência para discutir as emendas impositivas, vou fazer questão de ler os protocolos de entrega dos convites que enviei para o Executivo Municipal”, destacou Leo Bezerra, ressaltando que convidou pastas da prefeitura para o debate.

Já o vereador Humberto Pontes, destacou as emendas de sua autoria que, segundo o parlamentar, foram em todo ou em parte concluídas. “Minhas emendas que destinavam recursos para o Hospital Cândida Vargas e Laureano; o calçamento de rua no Geisel; a construção da praça Pedro Gondin, que foi entregue; e para a praça do Jardim Luna foram cumpridas”, elencou.

Bruno Farias enfatizou que destinou R$ 250.000,00 para o Hospital Napoleão Laureano; R$ 200.000,00 ao Hospital São Vicente de Paulo; esse mesmo valor para o Hospital Padre Zé; e R$ 50.000,00 ao projeto Acesso Cidadão. “Foram 17 emendas impositivas de minha autoria. Uma sequer foi cumprida”, relatou o oposicionista.

Em aparte, os vereadores Tibério Limeira (PSB) e Marcos Henriques (PT) concordaram com Leo Bezerra e Bruno Farias. “As emendas impositivas são o patrimônio da CMJP”, declarou Marcos Henriques defendendo a execução do instrumento. Por outro lado, o líder da situação na Casa, Milanez Neto (PTB) e o vereador Chico do Sindicato (Avante) se acostaram ao pronunciamento de Humberto Pontes.

“As emendas da maioria dos vereadores está sendo concluída. Temos que agradecer ao prefeito. A academia de ginástica no Vale das Palmeiras, que solicitei por emenda, vai ser inaugurada; o calçamento da rua Tenente Mota, no bairro do Cristo Redentor também tem emenda impositiva. Só vemos críticas ao prefeito, mas é ele quem trabalha e tem resultado”, afirmou Chico do Sindicato.

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

Site Footer

Sliding Sidebar