Governadores de 13 Estados, João Azevedo no meio, pedem revogação de decreto pró-armas

O governador João Azêdo, juntamente com governadores de mais 12 estados, assinou uma carta contra o decreto de Jair Bolsonaro que ampliou o porte de armas no país.

Eles pedem que Executivo, Judiciário e Legislativo atuem pela “imediata revogação” do dispositivo. “Julgamos que as medidas previstas não contribuirão para tornar nossos estados mais seguros”, dizem.

Segundo os governadores, “ao contrário, terão impacto negativo na violência, aumentando a quantidade de armas e munições que poderão abastecer criminosos e os riscos de que discussões e brigas entre nossos cidadãos acabem em tragédias”.

Além da Paraíba, a carta foi assinada pelos governadores do MA, DF, PI, PE, CE, ES, BA, RN, AL, SE, AM e TO.

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

Site Footer

Sliding Sidebar