Governo encerra atividades do HTOP, remaneja pacientes e economiza R$ 147 mil

O contrato de aluguel do prédio onde funciona o Hospital de Traumatologia e Ortopedia da Paraíba (HTOP), na Rua Monsenhor Walfredo Leal, em Tambiá, acaba nesta quarta-feira, 28, e não será renovado. A informação foi repassada pelo secretário de Saúde, Geraldo Medeiros. Ele explicou que seis pacientes internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e outros 59 de enfermarias já foram remanejados para outras unidades hospitalares. O aluguel mensal do prédio do HTOP é de R$ 147 mil.

“O prédio é antigo e as instalações elétricas estão com problema, inclusive houve um curto-circuito na semana passada e causou falta de energia na região. Então, decidimos não renovar o contrato. Os pacientes foram encaminhados a outros hospitais e como o HTOP é referência para pacientes estáveis, não houve maiores problemas. Quanto ao pessoal, também será absorvido pelas unidades da rede estadual”, explicou o secretário.

O Governo da Paraíba pretende construir um outro hospital por trás do Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, no local onde hoje funciona a Central de Transplantes.

Site Footer

Sliding Sidebar