Guarda Municipal faz protesto na Câmara de João Pessoa e ameaça paralisar atividades por salário digno

Um grupo de guardas municipais de João Pessoa promoveu na manhã desta terça-feira, 18, um protesto na Câmara Municipal. Com faixas e cartazes, eles ocuparam as galerias reivindicando melhores salários. O presidente do Sindicato dos Guardas Municipais de João Pessoa, José Luiz Arruda, disse que a categoria recebe menos que o salário mínimo. Uma assembleia será realizada nesta quarta-feira, às 19 horas, no Sindicato dos Engenheiros, em Tambiá, para decidir sobre uma eventual paralisação das atividades.

“Estamos esperando desde março do ano passado por uma resposta da prefeitura de João Pessoa sobre nossa situação salarial. Hoje, temos R$ 936 de vencimento básico e com os 5% dados pela gestão, chegamos a R$ 988,00. É impossível que recebamos menos que o salário mínimo. Queremos 11,5%”, explicou.

Contraponto – O vereador Fernando Milanez Neto afirmou que de 2013 a 2020 foi concedido 31% de reajuste à Guarda Municipal: “Foi esta gestão que armou a Guarda Municipal e neste governo foram convocados os concursados e renovada a frota de veículos. A prefeitura tem dialogado com a categoria e deu um prazo até esta quarta-feira para responder às demandas dos guardas. Estamos conversando com os guardas e até amanhã será apresentada uma proposta que possa ser efetivada”, disse.

Site Footer

Sliding Sidebar