João Azevedo anuncia para segunda-feira reabertura da economia paraibana; municípios vão poder reabrir comércio por bandeiras

O governador João Azevedo detalhou, nesta sexta-feira (12), a matriz de orientação para retomada gradual das atividades econômicas em todos os municípios paraibanos. A partir de bandeiras verde, amarela, laranja e vermelha os municípios poderão reabrir setores da economia a partir da próxima segunda-feira (15).

De acordo com o governador, cada município receberá uma bandeira, e a partir dela reabrirá os setores correspondentes. João disse que ‘não há liberação geral’. As bandeiras de todos os municípios serão divulgadas neste sábado (13).

Confira que setores abrem em cada bandeira:

Verde: todos os setores em funcionamento com isolamento social e cuidado da higiene.

Amarela: restrição ao funcionamento de atividades com maior risco. Reabrem hotéis, pousadas, comércio, shopping, comércio popular, serviços em gral, escolinhas de esporte sem contato físico.

Laranja: apenas atividades essenciais. Restaurantes com delivery e drive thru. Hotéis e afins apenas para profissionais de saúde e em rodovias, salões de beleza, spas apenas com agendamento. Shoppings apenas por delivery e drive thru. Missas e cultos em drive in.

Vermelha: essenciais e isolamento mais rígido, com restrição de locomoção.

As bandeiras serão informadas para cada município através de quatro indicadores: obediência ao isolamento, progressão de casos novos, letalidade e ocupação hospitalar. Ainda haverá critérios de ‘calibragem’: imunização e o número baixo de propagação do vírus.

Datas

O projeto de flexibilização terá quatro fases. A primeira será implementada na segunda-feira (15). O modelo será reavaliado a cada 15 dias.

No dia 29 de junho, haverá uma ampliação da flexibilização. Outra fase será implantada no dia 13 de julho, e a final será feita no dia 27 de julho, com a implantação do ‘novo normal’.

Setores

João Azevêdo confirmou que não serão liberadas as aulas ainda, assim como eventos de massa, que permanecem barrados

Transporte de passageiros urbanos serão definidos pelas prefeituras. O transporte intermunicipal vai ser reativado. Os ônibus funcionarão com 60% da capacidade e as rodoviárias vão reabrir.

“É um pequeno passo, mas é um passo firme como todo cuidado porque o maior objetivo nosso é salvar vidas. Não há problema se precisarmos recuar em determinada região porque ela não se comportou, é um trabalho que depende muito de todos os gestores municípios”, disse.

“Estamos com alcance menor taxa de letalidade, a menor do Nordeste: 2,2%. A ampliação das capacidades diagnósticas, ampliamos muito, estamos com testes suficientes para chegar a 10% da população. Abrimos 340 leitos de UTIs dedicados à Covid ao mesmo tempo que mantemos a estrutura para atender outras doenças”, disse João ao justificar as medidas.

Ele contabilizou a abertura de mais de 1200 leitos entre enfermaria e UTIs: “Até hoje não tivemos nenhuma fila ou alguém esperando UTI. Não houve restrição a nenhum acesso a leitos de UTIs, essas condições que permitiram com essas análises, estabelecermos o modelo”.

Site Footer

Sliding Sidebar