Paraíba é destaque em estudo do Ipea após reduzir homicídios por sete anos seguidos

A redução do número de homicídios e da violência na Paraíba mereceu destaque no estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) que analisou 310 municípios brasileiros com mais de 100 mil habitantes em 2017 e fez um recorte regionalizado da violência no país. Os dados constatam que a Paraíba é o único estado do país que conseguiu reduzir por sete anos consecutivos o número de homicídios, redução que ocorreu também no primeiro semestre deste ano.

O Atlas da Violência – Retrato dos Municípios Brasileiros 2019, elaborado em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, mostra que houve um crescimento das mortes nas regiões Norte e Nordeste, porém na Paraíba há um decréscimo no número de homicídios desde 2012 em decorrência das ações implementadas pelo programa Paraíba Unida pela Paz. Outro destaque é que João Pessoa é a capital do Nordeste com menor taxa de homicídios e de 2012 a 2017 obteve a segunda maior redução do país neste indicador, que foi de 41%.

Segundo o Ipea, a Paraíba apresentou uma variação de -12,1% no número de homicídios entre 2012 e 2017, saindo de 1.525 homicídios em 2012, para 1.341 registrados em 2017. A Paraíba também se destacou em termos de variação de homicídios femininos em 2017 entre os Estados que obtiveram reduções superiores a 10%. Das seis Unidades da Federação, a Paraíba com 18,3%, Tocantins com 16,6% e Mato Grosso com 12,6%.

Em relação ao número de homicídios por arma de fogo, o Atlas mostra que em 2012 a Paraíba registrou 1.224 casos, enquanto que em 2017, foram 1.054, uma variação de -13,9%. Já o crescimento decenal (2017-2017) da letalidade de negros foi menor vis-à-vis a de não negros em alguns estados como: Tocantins (+98,0% contra +199,0%); Pernambuco (-0,9% contra +142,4%) e Paraíba (43,7% contra +138,5%).

O Atlas da Violência do Ipea ressaltou ainda que existem bons exemplos no Brasil onde a ação pública vem surtindo efeito, citando a Paraíba e São Paulo, além de Pernambuco, Espírito Santo e Minas Gerais.

Dados de 2019

De acordo com o Núcleo de Análise Criminal e Estatística (Nace) da Secretaria da Segurança e Defesa Social, de janeiro a julho de 2019 a Paraíba acumula 168 casos de assassinatos a menos em comparação com o mesmo período do ano passado. A redução acumulada nos sete meses é de 23,6%. O mês de julho deste ano teve 67 assassinatos, 34% a menos que julho de 2018.

Julho foi também o mês com o menor número absoluto de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) registrado em toda a década. Os registros mais antigos que o Nace possui são de 2009 e, em nenhum deles, existe um número tão baixo.

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

Site Footer

Sliding Sidebar