Partido dos Trabalhadores instala ‘Comitê Lula Livre’ na Paraíba nesta quinta-feira

A Paraíba passará a contar, a partir desta quinta-feira (6), com o Comitê Estadual Lula Livre. A inauguração acontece na sede do Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicações da Paraíba (SINTTEL-PB), a partir das 18h e conta com a participação do dirigente nacional do Partido dos Trabalhadores (PT) e Coordenador da campanha ‘Lula Livre’, Valter Pomar.

Há pouco mais de quatro meses, o Comitê Lula Livre na Paraíba tem atuado na colaboração para a construção dos comitês populares em diversos municípios, além da capital, João Pessoa; difundindo a campanha no Estado.

Membro da coordenação do Comitê Lula Livre na Paraíba e secretária de mobilização do PT da Paraíba (PT/PB), Cely Andrade acredita que o trabalho desenvolvido na mobilização em torno da liberdade de Lula “é fruto da luta e da persistência de um grupo que atualmente conta com a participação de aproximadamente 30 organizações, além do PT”.

Cely observa que a campanha Lula Livre é suprapartidária e aberta para todas as pessoas interessadas em denunciar os ataques ao ex-presidente. Para ela, a pluralidade é uma marca do comitê estadual.

“O comitê estadual Lula Livre-PB, tem na composição toda uma diversidade de movimentos e com isso tem promovido várias atividades de apoio pela liberdade do ex-presidente Lula”, destacou. “A campanha é a resistência democrática; ela se une à luta por democracia, pelos direitos do povo e pela soberania nacional, que hoje se encontra ameaçada por esse governo fascista”, apontou Cely.

O coordenador nacional da campanha Lula Livre, Valter Pomar, acredita que a efetivação do Comitê Lula Livre na Paraíba acontece em um bom momento. Ele acredita que a campanha segue crescendo, o que deve exigir maior capacidade de descentralização, intensificando o diálogo entre coordenações nacionais, estaduais e municipais.

“A campanha Lula Livre tem uma dose de espontaneidade e aumenta de intensidade à medida em que a oposição ao governo Bolsonaro também aumenta, mas ao mesmo tempo é permanente e por isso é fundamental organizar os comitês para garantir que quando as pessoas saiam às ruas, encontrem uma campanha já organizada”, apontou Valter. “É muito bom que o comitê estadual esteja se consolidando nesse momento, porque é um momento em que nossa campanha vai pra alta e que vamos precisar cada vez mais de descentralização, cada vez mais de comitês regionais e municipais funcionando”, destacou.

Para Valter Pomar ainda avalia que “o golpe [contra a democracia brasileira] começou com o impeachment de Dilma, passou pela perseguição e interdição ao presidente Lula, até chegar à eleição do governo Bolsonaro”. Segundo ele, a democracia só será restabelecida com a realização de eleições livres “e para que existam eleições livres, de fato, no país isso é preciso que Lula seja candidato”.

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

Site Footer

Sliding Sidebar