Presidente nacional do PSB quer reunião com Ricardo Coutinho é João Azevêdo em Brasília

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, comentou neste sábado (17) que não pretende intervir no diretório estadual do partido que foi dissolvido nesta sexta-feira (16) após a renúncia de metade mais um dos integrantes.

De acordo com Siqueira, esta medida, de acordo com o estatuto do partido, provoca a dissolução do diretório automaticamente. “Fiquei sabendo disso ontem à tarde e depois conversei com o governador João Azevêdo e o ex-governador Ricardo Coutinho. A minha sugestão é que só pode haver intermediação se houve concordância das partes e estou à disposição para a discussão sobre o assunto para uma solução pacífica para a situação criada no PSB da Paraíba”, disse.

Siqueira destacou ainda que a comissão provisória ainda não tem nomes definidos, e que ratificou a necessidade de um acordo no diretório para a escolha desse nome. “Preciso que as partes concordem”, disse revelando que pretende se reunir com João e Ricardo em Brasília. Ele espera que essa reunião aconteça até terça-feira (19), mas ainda está atrelado à agenda de João.

“O governador ficou de me retornar e dizer o dia que ele poderia passar por Brasília e havendo concordância de conversas… ontem conversei com Coutinho, falei da ideia e ele está à disposição. Se o governador estiver disposto, eu também estou para o diálogo”, disse.

O presidente do partido apontou ainda que quer encontrar uma saída pacífica de unidade, pois é importante “dar sequência ao legado do PSB de oito anos no estado e mais seis na prefeitura. A meu ver, seria importante encontramos uma solução de unidade”, finalizou.

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

Site Footer

Sliding Sidebar