Supremo torna réus Aguinaldo Ribeiro e outros três integrantes do ‘Quadrilhão do PP’

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) tornou réus os deputados Aguinaldo Ribeiro, Arthur Lira e Eduardo da Fonte e o senador Ciro Nogueira, pelo crime de organização criminosa.

Com a decisão, será aberto um processo penal.

A votação terminou por 3 votos a 2, por maioria formada pelo ministro Celso de Mello.

Ele acompanhou o voto do relator, Edson Fachin, e Cármen Lúcia, com votos pelo recebimento da denúncia.

Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski defenderam o arquivamento do caso, por entenderem que a acusação era baseada apenas nas declarações de delatores.

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

Site Footer

Sliding Sidebar