Câmara de João Pessoa entrega certificados das turmas de aprendiz de vereador deste semestre

A Escola do Legislativo Professor Celso Furtado, da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), entregou 28 certificados a universitários concluintes do projeto Aprendiz de Vereador, em solenidade, no auditório do Anexo I da Casa, na manhã desta quarta-feira (12). Os participantes das Turmas I e II deste segundo semestre encerraram o ciclo de atividades em que vivenciaram as rotinas do Legislativo, por três semanas, acompanhados de parlamentares e assessores de gabinete. Ao final do processo, eles puderam sugerir melhorias para a Capital que podem se tornar lei.

O vereador diretor da Escola do Legislativo, Lucas de Brito (PSL), abriu os discursos salientando como o projeto aproxima a população da CMJP. “É uma ferramenta de fortalecimento da democracia e da transparência pública. Vocês [aprendizes de vereador] foram os olhos da cidade dentro da Câmara, acompanhando todas as nossas atividades. Tenho certeza de que todos tiveram um novo entendimento do que é política”, observou o parlamentar.

“Estamos orgulhosos em concluir mais esta etapa. Certificamos 26 universitários que desempenharam atividades em 11 gabinetes, mais duas ouvintes, que acompanharam as aulas formativas e visitas guiadas a entidades parceiras da Câmara. Para o próximo ano, pretendemos aumentar o número de visitas a órgãos públicos e há a possibilidade de inseri-los no trabalho de comissões, como a que pretende revogar as leis caducas da CMJP”, adiantou o presidente da Escola do Legislativo, Paulo Eduardo de Sá Barreto.

Para Isac Fabrício Trajano, orador da Turma I deste semestre, a experiência trouxe crescimento pessoal e para a formação profissional. “Acima disso, fica o desejo de mudar a vida da população e trazer melhorias sociais através do trabalho exercido na Câmara. Rica é a palavra que define a experiência que tivemos”, destacou. “Tivemos a oportunidade de estar com os vereadores, inseridos nas rotinas dos gabinetes, acompanhando parlamentares em visitas e no plenário. Participamos de perto do processo de elaboração de requerimentos e projetos de lei”, relatou Airto do Vale, representante dos concluintes da Turma II.

Segundo Paulo Eduardo, os aprendizes de vereador testemunham a quebra de paradigmas em relação à política e seus representantes, e alegam que o contato com outros órgãos públicos os faz ter uma maior noção de cidadania, sabendo como recorrer a cada um. “Os estudantes também relatam maior interesse em coletivos sociais e em participar ativamente de associações de bairros ou de moradores, além de compartilharem com o Legislativo a riqueza do saber acadêmico”, complementou.

O projeto surgiu em 2015, no gabinete do vereador Lucas de Brito, idealizador do Aprendiz de Vereador, e virou um programa institucional da CMJP, através da Escola do Legislativo Professor Celso Furtado, a partir de 2017. Esta é a 11ª turma que se forma, desde que a atividade se tornou um projeto institucional da Câmara, iniciativa da qual já participaram mais de 300 estudantes universitários de graduação e pós-graduação.

Site Footer

Sliding Sidebar