PORQUE HOJE É SÁBADO

1 – Por que não me espanto diante dos escrotos segredos revelados pelo Intercept Brasil? Fácil responder: O Brasil virou uma escrotagem geral. Isso mesmo. O país perdeu a vergonha, a moral e os bons costumes. Basta ver a legião de escrotos defendendo a escrotagem. E quem não entrar no barco vira desordeiro, forasteiro, deserdado e antipatriota.

2 – Melhor entrar na onda da fuleiragem, como já entrou determinada Câmara Municipal da Paraíba onde a palavra fuleira é pronunciada em plenário e entra nos anais que não são os ânus a que estamos acostumados, mas aqueles que perpetuam as coisas para o porvir.

3 – Hoje é um sábado como outro qualquer, mas com um adendo: Hoje é Dia de São Pedro, o santo que abre a porta do céu mas que de vez em quando prepara umas para os eternos festeiros aqui da terra. Onde já se viu um Dia de São Pedro em pleno sábado? Melhor seria na segunda, pois assim a gente emendaria com a sexta surrupiada e o final de semana encompridado.

4 – Parece que a lavagem de dinheiro praticada nas últimas eleições está chegando à terrinha, com o envolvimento de carimbadas figuras que se acham a fina flor do capivarol. Agora a porca vai torcer o rabo, o jumento vai rinchar, a cachorra vai latir, a galinha vai botar um ovo atravessado e o preá de finada bilica vai soltar uma bufa tão sentida que será notada em Oropa, França e Bahia.

5 – Um safado que estuprava uma enteada de quatro anos, disse, ao ser preso, que a menina era quem forçava os atos sexuais. Tomara que na cadeia os seus coleguinhas de cela forcem a barra e lhe enterrem a madeira.

6 – Adriano Cândido de Lucena, 34 anos , foi preso seduzindo mulheres carentes que ele conhecia através de um aplicativo chamado tender e, depois de uns agrados, tomava o que elas tinham. Teve mulher que deu a Adriano até o dinheiro do porquinho.

7 – Quem é competente se estabelece aqui e em alhures. O advogado Francisco Ferreira, por exemplo, está dando um show no judiciário de São Paulo, defendendo causas difíceis e saindo vitorioso em todas elas. Mas ele não desprezou seus necessitados clientes daqui. Entre os quais eu me incluo, com muita honra.

8 – Na volta ninguém se perde, já dizia Zé Américo. É que o caminho de volta é mais conhecido do que a estrada incerta e não sabida que nos leva aos mundos nunca dantes navegados.

9 – Hoje eu tô filosofando. Deve ser o esprito de 1berto de Almeida, misturado com as quizilas de Aldo Lopes e a veia poética de Francisco Florêncio, o princesense mais internacional do mundo.

10 – Meu bom amigo Arnaldo da Bargaço está rodando a edição luxenta de Peste e Cobiça, meu despretencioso romance sobre a vida e a morte de Ildefonso Lacerda no remoto começo do século passado em Princesa, a terra que mais tarde sediou o levante comandado por Zé Pereira contra as forças do poderoso João Porteira.

11 – E agora eu mando com gosto meus abraços sabadais para Paulo Josafá, Gilvandro Guedes, Mundinho de Nezinho, João do Bar, Dudu do Shopping, Cicero de Batista, João de Mirô, André Motorista, Socorro de Ambrosina, Lurdes de Jobilino,Nunu de João de Teté, João Passarinho, Chico Rôla, Espedito Rôla de Maria, Zé de Biu e Donald Trump.

12 – Um eleitor procurou o vereador Paulinho da Tipóia pedindo dinheiro para pagar a conta de energia, e o vereador respondeu que não tinha. Revoltado, o eleitor chamou-o de “Vereador Sabonete”, explicando, mais tarde, o motivo do novo nome:

-É que ele, além de cheiroso, é liso.

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

Site Footer

Sliding Sidebar