Presidente do STJ se declara impedido e habeas corpus de Ricardo Coutinho será julgado por outro ministro

Às 19h02, o ministro João Otávio Noronha, presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), movimentou o processo do ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB) e declarou “impedimento ou suspeição” para julgar o pedido de liberdade para o socialista. Com isso, o habeas corpus deve ser redistribuído para outro membro do STJ, o que não deve acontecer ainda hoje.

Uma das possibilidades é que o habeas corpus seja encaminhado à ministra Maria Thereza de Assis Moura, vice-presidente do STJ.

Ricardo Coutinho está preso desde o fim da noite de ontem quando chegou em Natal proveniente de Portugal. No fim da manhã, depois de passar pela audiência de custódia, o socialista foi levado à Penitenciária de Segurança Média de Mangabeira onde divide a cela com seu irmão, Coriolano Coutinho, o advogado Francisco Ferreira e um outro preso.

Ricardo e Coriolano estão impedidos de ter contato com dois outros presos da sétima fase da Operação Calvário: Waldson de Souza e Glberto Carneiro.

Site Footer

Sliding Sidebar