Ricardo Coutinho cobra providências do Supremo Tribunal Federal contra “Organização Criminosa que prendeu Lula”

O ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), comentou o vazamento de conversas revelado pelo site The Intercept Brasil. As conversas se deram no aplicativo de mensagens “Telegram” e envolveram o ministro da Justiça Sergio Moro, quando ainda era juiz, e procuradores da Lava Jato. No diálogo, o ex-juiz federal orientou as investigações da operação Lava Jato em Curitiba.

Nas conversas, ao longo de dois anos, Moro sugeriu que o procurador trocasse a ordem de fases da Lava Jato, para não ficar “muito tempo sem operação”, deu conselhos e pistas informais de investigação e antecipou uma decisão que ele ainda não havia tornado pública.

As mensagens também mostram que Moro criticou e sugeriu recursos ao Ministério Público.

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

Site Footer

Sliding Sidebar