Vereadores da Capital cobram dignidade para os agentes da polícia paraibana

Da tribuna da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), a vereadora Raíssa Lacerda (PSD) e o vereador Carlão (DC) prestaram solidariedade às Polícias Civil, Militar e Corpo de Bombeiros da Paraíba, que reivindicam um melhor reajuste salarial e a incorporação da bolsa desempenho à aposentadoria. Na sessão ordinária desta quinta-feira (13), os parlamentares defenderam a garantia da dignidade aos profissionais da segurança pública da sociedade paraibana.

“Todo dia tem posto sendo assaltado na Paraíba e pode esperar muito mais, porque o governador do nosso estado não quer atender as reivindicações das nossas polícias. Tudo isso apesar das denúncias de desvios de dinheiro deste Governo Estadual. Foram R$ 134 milhões desviados da Saúde de nosso estado. É necessário que haja providências urgentes. Esses nossos heróis não podem permanecer abandonados na Praça João Pessoa esperando uma solução”, destacou a parlamentar.

Calendário de ações

Raíssa Lacerda explicou que os agentes das Polícias Civil e Militar da Paraíba organizaram um calendário de ações e estão em um acampamento na Praça dos Três Poderes (Praça João Pessoa), na operação padrão, conhecida como “greve branca” com redução da intensidade de trabalhos, ações e investigações a 5%. Segundo ela, a categoria espera que o Governo do Estado se sensibilize para conceder reajuste salarial maior que os 5% anunciados para servidores estaduais. “Precisamos dar dignidade aos nossos policiais que arriscam a vida pela população e, ao se aposentar, perdem 40% do salário, mesmo sendo a polícia mais mal paga do Brasil”, disse.

Reivindicação

A vereadora ainda explicou que a proposta dos policiais e bombeiros é de incorporar 100% na bolsa desempenho em 36 meses e um reajuste de 24% pelos próximos dois anos. Porém, o Governo da Paraíba apresentou a proposta de incorporar 30% na bolsa desempenho em 60 meses, além de 5% de reajuste. Essa proposta foi rejeitada durante a Assembleia Geral Unificada, por unanimidade.

Parlamentar cobra mais diálogo

Em seu discurso, Carlão cobrou do Governo da Paraíba mais diálogo com a corporação. “Os policiais não estão nas ruas hoje para prender bandidos, eles estão lutando para reparar perdas salariais. Será que eles não têm o direito de receber aumento em sua remuneração? Eles pedem diálogo com o governador João Azevêdo (PSB). Querem acabar financeiramente com a polícia, pois moralmente não conseguem. Atravesse a rua, governador, para falar com os homens de bem desta cidade”, apelou Carlão.

Em aparte, o vereador Leo Bezerra (PSB) reconheceu que a causa dos policiais e bombeiros da Paraíba é justa, lembrando que “o governador já recebeu a categoria por três vezes”.

Site Footer

Sliding Sidebar